Pesquisar este blog

Seguidores

domingo, 6 de dezembro de 2009

No Espiritismo o único errado é Kardec



No Espiritismo o único errado é Kardec

Não acredite em qualquer coisa simplesmente porque você escutou.
Não acredite em qualquer coisa simplesmente porque foi dito e fofocado por muitos.
Não acredite em qualquer coisa simplesmente porque foi encontrado escrito em seus livros religiosos.
Não acredite em qualquer coisa meramente na autoridade de seus professores e anciãos.
Não acredite em tradições porque elas foram passadas abaixo por gerações.
“Mas após observação e análise, quando você descobre que qualquer coisa concorda com a razão e o bom senso, então aceite e viva para isso.”

O Espiritismo é, ao mesmo tempo, Ciência Experimental e doutrina filosófica.
Como Ciência prática, tem a sua essência nas relações que se podem estabelecer com os Espíritos.

Como Filosofia, compreende todas as conseqüências morais decorrentes dessas relações.
Pode ser definido assim: O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza, origem e destino dos Espíritos, bem como de suas relações com o mundo corporal.
(A. Kardec – O Que é o Espiritismo. – Preâmbulo)

Já no O “O Livro dos Médiuns”, cap. III, item 35 o seu autor é categórico em afirmar:
Dissemos que o Espiritismo é toda uma Ciência, toda uma Filosofia.
Quem desejar conhecê-lo seriamente deve pois, como primeira condição, submeter-se a um estudo sério e persuadir-se de que, mais do que qualquer outra ciência, não se pode aprendê-lo brincando.

Neste contento oferece a seguinte ordem de estudo de suas obras:
1. O que é o Espiritismo;
2. O Livro dos Espíritos;
3. O Livro dos Médiuns;
4. Seleta, por ele elaborada, depois que escreveu o livro a Gênese, contendo matéria publicada na Revue Spirite, com destaque para um estudo sobre a desobsessão, onde apresenta um quarto caso não incluído no LM ao qual chamou de “obsessão física”, onde o Espírito perturbador só quer chamar a atenção do seu pretenso médium para seus predicados. Conta, até, o caso do Espírito corneteiro.

Agora o que ninguém pode contestar e que Kardec não menciona o estudo do evangelho como fundamento doutrinário, portanto, a atual tendência dos seguidores de ensinos mediúnicos oriundos de Entidades espirituais ligadas à Igreja não tem amparo nos conceitos de Kardec.

Atribui-se o fato à massificação da Igreja sobre nossa sociedade há dois milênios, criando a idéia de que Jesus seja nosso salvador.

E tem mais: em nenhum momento Kardec define Jesus como Guia do nosso planeta; pelo contrário, em o Livro dos Espíritos, o que o Espírito instrutor afirma é que, se quisermos um exemplo humano a ser seguido, devemos ver Jesus de fato, o Guia do Planeta jamais poderia se encarnar nele, já que, se o fizesse, durante esse tempo não teria condições de exercer seus poderes supremos porque estaria bitolado aos liames do corpo.

O que salta aos olhos e o interesse enorme de muitos em transformar o Espiritismo em mais uma seita evangélica, descaracterizando-o como doutrina puramente filosófica e tirando-lhe justamente a finalidade precípua que é a de levar os ensinamentos de Jesus àqueles que não aceitem o evangelismo.

Pois justamente, o grande valor do Espiritismo é poder levar tais conhecimentos aos cientistas sem os dogmas e preconceitos religiosos do cristianismo.

A problemática nasce pois a grande maioria que adentra o espiritismo vem de leituras de romances espiritualistas de obras mediúnicas ditadas pelo médiun de sua preferência.

E segundo estes novos praticantes Kardec é que tem que se adequar ao que o espírito ditou em tal e qual obra e não ao contrário.

Na verdade a maioria nem conhecem Kardec e o resto vai na onda e não fique surpreendido pois, não vai demorar para surgir uma obra, que venha denunciar que na verdade o único errado dentro da Doutrina Espírita seja Allan Kardec.

E bom que todos saibam que a Doutrina dos Espíritos NÃO É OBRA DE ROMACES.

O Espiritismo e OBRA DE FILOSOFIA.

Reações:

0 comentários:

O LADO OBSCURO DO ESPIRITISMO # SEGUIDORES DE CHICO XAVIER