Pesquisar este blog

Seguidores

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Reencarnação no Hinduísmo e no Espiritismo


Reencarnação no Hinduísmo e no Espiritismo

Hinduísmo é um termo que designa o conjunto de movimentos culturais surgidos e aceitos na Índia a partir de, aproximadamente, 1.500 a.C. Ele não pode ser considerado uma religião, como às vezes pensa-se no Ocidente.

Trata-se antes de um conjunto de instituições, preceitos éticos, jurídicos, históricos, filosóficos, artísticos e que, consistindo de tradições ora na forma de crônicas, epopéias e lendas, ora na forma de tradições orais, ainda pode revelar princípios antagônicos.

Comparação Espiritismo & Hinduismo

A Visão de Deus Para o Espiritismo:

• Sendo Deus a causa primeira de todas as coisas, o ponto de partida de tudo, o eixo sobre o qual repousa o edifício da criação, é o ponto que importa considerar antes de tudo. ( Gênese, Cap. II, item nº1ESPIRITISMO)
• Deus é, pois, a inteligência suprema e soberana, é única, eterno, imutável, imaterial, onipotente, soberanamente justo e bom, infinito em todas as perfeições, e não pode ser diverso disso. ( Gênese, Cap. II, item nº19ESPIRITISMO)
• Sendo Deus a essência divina por excelência, unicamente os Espíritos que atingiram o mais alto grau de desmaterialização o pode perceber (...). ( Gênese, Cap. II, item nº34ESPIRITISMO)

A Visão de Deus Para o Hinduismo:

• O Absoluto que nunca pode ser alcançado , só pode ser compreendido em seu próprio nível, ou seja, por si mesmo. Parabrahman, existe e não existe na forma de Brahman, apresenta ciclos de repouso e atividade que duram, cerca de 311 trilhões de anos terrestres, oscilando eternamente entre o não manifesto e o manifesto.HINDUISMO
• Brahman é aquele que, manifestado na criação, combina os poderes de criador (Brahma), Preservador ou sustentador (Vishnu) e Destruidor ou transformador (Shiva), que são representações dos diversos poderes do mesmo e único Deus, constituintes da sagrada trindade, trimurti hindu)HINDUISMO
• “ (...) O Brahman supremo e eterno, que não é existência nem inexistência. Deus não existe nem inexiste. Embora residindo em todas as formas, é ele sem forma(...) É ele que abrange, sustenta e ilumina o mundo(...)” ( Bhagavad Gita 13:13-18HINDUISMO)


A Visão do Ser Para o Espiritismo:

Podemos dizer que os Espíritos são os seres inteligentes da Criação. Eles povoam o Universo, além do mundo material. (LE,Cap. I. Quest 76 ESPIRITISMO).
• Os Espíritos são individualizações do princípio inteligente, como os corpos são individualizações do princípio material; a época e a maneira dessa formação é que desconhecemos. (LE,Cap. I. Quest 79).
• (...) Dizemos que os Espíritos são imateriais porque a sua essência, difere de tudo o que conhecemos pelo nome de matéria. (LE,Cap. I. Quest 82 ESPIRITISMO).
• O objetivo final de todos os Espíritos consiste em alcançar a perfeição de que é suscetível a criatura. O resultado dessa perfeição está no gozo da suprema felicidade que lhe é conseqüente e a que chegam mais ou menos rapidamente,conforme o uso que fazem do livre-arbítrio. (OP,Cap. I. Item 17 ESPIRITISMO).

A Visão do Ser Para o Hinduismo

• A Vedanta ensina que aquilo que constitui a substância última de nossa alma deve possuir: Inteligência, Eu-Consciência e Felicidade Suprema. Deste modo, o sistema filosófico examinado fica colocado nas mesmas bases de uma religião universal monista, repousando sobre a identidade da natureza ou da substância entre o Atma divino (Deus) e o Atmã humano (Espírito), donde a afirmação de que a alma e Deus são da mesma natureza. “HINDUISMO
• A Yoga codificada por Patanjali aceita a existência de inumeráveis Purushas ( Espíritos individuais) cada uma dos quais é de natureza eterna, infinita e imortal. Porem Purusha é distinto de um Purusha Cósmico (Deus).HINDUISMO

Reações:

0 comentários:

O LADO OBSCURO DO ESPIRITISMO # SEGUIDORES DE CHICO XAVIER