Pesquisar este blog

Seguidores

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Espiritismo é uma religião




Espiritismo sem Jesus?

(Entrevistas com Chico Xavier Versus reflexões de Francisco Amado)

Francisco Cândido Xavier

- Chico, estão querendo separar a parte científica, filosófica e religiosa da Doutrina, dizendo que o Espiritismo não é religião, isto é, estão querendo tirar Jesus do Espiritismo. O que você acha de tudo isso?

A resposta não se fez esperar:
- Se tirarmos Jesus do Espiritismo, vira comédia. Se tirarmos Religião do Espiritismo, vira um negócio. A Doutrina Espírita é ciência, filosofia e religião. Se tirarmos a religião, o que é que fica?

F.Amado – Quer dizer O "Livro dos Espíritos" mais os cinco volumes da codificação doutrinária, os volumes subsidiários e mais os doze volumes da Revista Espírita, que nos oferecem o registro minucioso das pesquisas realizadas na Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas.
Na visão de Chico todo este trabalho sem Jesus vira comédia?
Uma dúvida que me surge é a seguinte de onde saiu esta informação mentirosa que alguém quer tirar Jesus do espiritismo? Esta me parecendo mais com a;
"Falácia do Espantalho". Trata-se de construir uma versão distorcida da idéia que se quer atacar, torná-la mais frágil, e então refutá-la e ridicularizá-la, dando a impressão que se "destruiu" as idéias do adversário, quando na verdade, se atacou apenas uma versão deturpada, "espantalho", dela.

A filosofia humana, embora seja uma conversa sem fim, tem ajudado a clarear o pensamento, mas não consola perante a dor de um filho morto.

F.Amado - O objeto da filosofia é a reflexão, o movimento do pensamento que nos permite recuar, nos distanciarmos dos fatos aparentemente banais para buscarmos seus fundamentos. E nesta busca que não visa uma fé cega mas raciocinada podemos encontrar consolo.
A promessa evangélica do Consolador se cumpre na Doutrina Espírita de maneira positiva e não através de cantigas de ninar, de palavrório anestesiante. A própria dureza do mundo atual, com suas atrocidades, sua ganância, sua criminalidade aviltante, mostra-nos que o tempo dos Contos da Carochinha já passou, que a Humanidade entrou na fase da madureza e tem de aprender a enfrentar os seus problemas por si mesma.

A ciência humana, embora seja uma pergunta infindável, está aí em nome de Deus.
Antigamente tínhamos a varíola, mas Deus, inspirando a inteligência humana, nos deu a vacina e hoje a varíola está quase eliminada da face da terra.
Sofríamos com o problema da distância, mas a bondade divina, inspirando a cabeça dos cientistas, nos trouxe o motor. Hoje temos o barco, o carro, o avião suprimindo distâncias... o telefone aliviando ansiedades... a televisão colocou o mundo dentro de nossas casas. Tínhamos medo da escuridão, mas a misericórdia divina nos enviou a lâmpada, através da criatividade humana.
A dor nos atormentava, mas a compaixão divina nos enviou a anestesia.
Há, porém, uma coisa em que a ciência não tem conseguido ajudar. Ela não tem conseguido eliminar o ódio do coração humano. Não há farmácias vendendo remédios contra o egoísmo, o orgulho, a vaidade, a inveja, o ciúme... Não podemos pedir misericórdia a um computador.

F. Amado - Não é da alçada da ciência o egoísmo e o ódio, como não é da alçada da religião provar a sobrevivência do ser. Sobre esta questão de menosprezar a ciência fico com o discurso de William Crokes “Se algum dia, o Ideal da paz universal for realizado, indiscutivelmente não vai ser resultados de discursos ou agitações políticas mas, sim de progressos dos conhecimentos científicos pelo que teremos que agradecer a verdadeiros heróis como, Copérnico, Galiléu, Kepler, Newton e muitos outros.”

Jesus, porém, está na nossa vivência diária, porquanto em nossas dificuldades e provações, o primeiro nome de que nos lembramos, capaz de nos proporcionar alívio e reconforto, é JESUS.

F.Amado – Bem na minha visão acreditar em Deus ou Jesus não torna as pessoas automaticamente melhores. Elas ficam boas quando se sensibilizam com a vida.
Fato é que existe muito ateu de carteirinha que dá emprego, monta fábricas, gosta e trabalha pelas crianças, se ocupa com o meio ambiente, está sempre envolvida em causas de defesa social. E de outro lado não é difícil encontramos outras pessoas batendo no peito, de joelhos, até agarradas à corda do Círio e que são frias, indiferentes ao sofrimento do outro.

De maneira que se tirarmos a religião do Espiritismo fica um corpo sem coração, se tirarmos a ciência fica um corpo sem cabeça e se tirarmos a filosofia fica um corpo sem membros.

F.Amado – Bem teremos que em primeiro lugar saber quem colocou a religião na doutrina pois, kardec não foi e isto esta bem claro na Revista Espírita de 1868. E se ficarmos sem coração quer dizer que quem raciocina não tem sentimentos?
Ou que a religião é o único caminho que leva a Deus? e para concluir finaliza esquartejando a doutrina para justificar a Falácia do Espantalho.

Perdi uns 1.000 Bônus horas agora, aposto que muita gente que ler isso vai ver o dedo do demo nestas explicações, e vai dizer pobre irmãozinho esta a serviço dos agentes das trevas e não sabe.


(Entrevistas com Chico Xavier - VERSUS - Reflexão de Francisco Amado)


Reações:

0 comentários:

O LADO OBSCURO DO ESPIRITISMO # SEGUIDORES DE CHICO XAVIER