Pesquisar este blog

Seguidores

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Espiritismo a doutrina racional dos que evitam raciocinar.

No Espiritismo, a questão dos Espíritos está em segundo lugar, não constituindo o seu ponto de partida. E é esse, precisamente, o erro em que se cai e que acarreta o fracasso com certas pessoas.

Ortodoxia não quer dizer, segundo afirma o vulgo, uma espécie de "ferrugem de idéias" ou "idéias ultrapassadas". A ortodoxia significa a "doutrina correta", livre do pluralismo filosófico, das emendas orientalistas e esotéricas que querem dar ao Espiritismo.
Encarar o espiritismo como uma nova religião só pode levar ao que estamos constatando. Um distanciamento ideológico do movimento espírita em relação ao pensamento de Allan Kardec e o afeiçoamento da ação dos espíritas a padrões confessionais e ritualísticos, velados ou explícitos, caracterizando um processo de sectarização do Espiritismo.
Ou seja.
O Espiritismo virou a doutrina racional dos que evitam raciocinar.

E do senso critico eu não abro mão.

Não preciso de fé para ter razão.
Mas preciso de muita razão para ter fé.
Francisco Amado.







Reações:

1 comentários:

Bom dia, Francisco.

Segue uma pequena refutação:

1. Não é correto afirmar que os espíritos que ditaram a Codificação eram todos Católicos. Primeiro: não foi revelado o nome de todos. Segundo: Os espíritos Platão, Sócrates, Erasto, João Evangelista, Swedenborg etc. não eram católicos. Isso é óbvio. Por outro lado, o espírito pode ter sido Católico quando esteve encarnado, mas deixado de ser ao desencarnar.

2. O Deísmo é uma postura de pensamento filosófica-religiosa. Semelhante ao espiritismo, não tem culto, sacerdócio, ritos, templos etc. As pessoas confundem religião com religiosidade.

3. O evangelho não prega uma religião. É um conjunto de ensinamentos universalistas. Encontramos ensinamentos semelhantes em todas as religiões e filosofias espiritualistas. O evangelho pode ser considerado a síntese do pensamento espiritualista (gênero) universal.

4. De acordo com Allan Kardec, "pode-se, pois, ser católico, grego ou romano, protestante, judeu ou mulçumano, e crer na manifestação dos Espíritos, e, por consequência, se Espírita; a prova disso é que o Espiritismo tem adeptos em todas as seitas." Nesse sentido, qual o problema se Chico fosse realmente Católico? Essa sua postura não é sectarista e religiosa, embora você diga não ser religioso? Ora, se o Espiritismo é uma ciência e uma filosofia, pouco importa se o adepto é católico, mulçumano, budista etc. Espiritismo não é religião!

5. O espírita (e qualquer ser humano) não deve venerar apenas a deusa razão da revolução francesa. Isso é um erro. Os psicólogos sabem disso. As emoções e sentimentos não são coisas de tolos, são coisas de indivíduos normais. Cumpre-nos fazer uma aliança entre a razão, sentimentos e emoções. Eliminar um desses elementos é criar sérios conflitos psicológicos. Indico uma excelente obra: Pergunte a Platão, de Lou Marinoff.

6. Você confunde Espiritismo com Movimento Espírita Brasileiro.

7. Jesus imortalizou a mensagem evangélica com a crucificação. Temos que dessacralizar a imagem de Jesus. As pessoas adoram ou odeiam o Jesus Mito. Devemos estudar mais o Jesus homem.

8. A "estória" de que a vida de Jesus é uma cópia dos deuses de outras religiões foi desmascarada faz muito tempo. Zeitgeist foi desmascarado. Isso tudo não passou de mais um viral da internet e que alguns caíram iguais a tolos. São teorias que beiram ao ridículo. Veja a realidade nesses dois vídeos: http://www.youtube.com/watch?v=ujkfoc6Fpi0
http://www.youtube.com/watch?v=4I5qD__cPwk

Grato pela atenção.

O LADO OBSCURO DO ESPIRITISMO # SEGUIDORES DE CHICO XAVIER